Infraestrutura

Laboratórios

De uma forma geral, são boas as instalações da Faculdade de Educação da UFMG, que abriga este PPGE. O ambiente é espaçoso, arejado, bem iluminado, arborizado e tranquilo, sendo bastante propício ao estudo. Cada professor possui gabinete individual, equipado com computador, telefone, ponto de internet e acesso a rede sem fio, e mesa de estudos . A Pós-Graduação conta com um Laboratório de Informática, para uso exclusivo dos estudantes da pós, com bons equipamentos (9 computadores) , adquiridos, em parte, com recursos de capital do PROEX. As salas de aula são equipadas com projetores (datashow), lousa digital, pontos de internet, TV, vídeo, caixas de som e rede wireless. Além disso, contamos com duas salas com equipamentos de teleconferência e formato auditório; uma delas é a Sala de Defesas, que, assim, possibilita a participação virtual de membros externos em bancas de mestrado e doutorado. Tal sistemática tem sido cada vez mais utilizada nas defesas de dissertação e tese, permitindo a participação de docentes do programa, afastados para pós-doutorado e de professores estrangeiros nas bancas, especialmente os orientadores de doutorado sanduíche.

Como recurso para as atividades de pesquisa, o Programa conta com o LabMetodo – Laboratório de Metodologia de Pesquisa – que possui dois iMac, dois MacPro (notebook editor de video), uma filmadora, uma máquina fotográfica e três computadores PC de mesa. O LabMetodo é organizado para realizar atividades de formação e produção audiovisual (captura de imagens e edição de vídeo). Cada projeto em execução deve organizar-se com HDs próprios. O LabMetodo atende alunos da Pós-Graduação e também da graduação, especialmente do FIEI (Formação Intercultural de Educadores Indígenas). É estrutura de apoio para as atividades dos pesquisadores indígenas e não-indígenas que fazem parte do OEEI/UFMG (Observatório da Educação Escolar Indígena), e dos formadores indígenas e não-indígenas do programa SIE/UFMG (Saberes Indígenas na Escola).

Em 2012, instalamos um segundo laboratório, Laboratório de Pesquisa em Sala de Aula, com os recursos de áudio e vídeo necessários para observação, registro, coleta e sistematização de dados referentes à dinâmica interativa numa sala de aula, realização de entrevistas e grupos focais.O laboratório possui câmeras de alta definição, microfones de alta definição, mesa de edição, além de ambientes separados para participantes e pesquisadores.

Também estão à disposição dos pesquisadores as instalações dos núcleos e grupos de pesquisa, para composição, manutenção e disponibilização controlada de acervo e para o trabalho dos estudantes a eles vinculados. Essas instalações foram, em geral, equipadas com recursos de projetos submetidos ao CNPq, FINEP e FAPEMIG.
Destacamos, entre essas, as salas e os laboratórios destinados às atividades dos seguintes grupos, coordenados e constituídos por docentes e discentes do Programa:
1. Centro de Alfabetização Leitura e Escrita – CEALE
2. Centro de Ensino de Ciências e Matemática – CECIMIG
3. Grupo de Avaliação e Medidas Educacionais – GAME
4. Grupo de Estudos e Pesquisa em História da Educação – GEPHE
5. Grupos de Estudos Sobre Políticas Educacionais e Trabalho Docente – GESTRADO
6. Laboratório de Estudos e Pesquisas em Ensino de História – LABEPEH
7. Laboratório de Estudos em Museus e Educação – LEME
8. Núcleo de Educação de Jovens e Adultos – NEJA
9. Núcleo de Estudos Sobre Trabalho e Educação – NETE
10. Observatório Sociológico Família-Escola: Trajetórias e Práticas de Escolarização – OSFE-
11. Sétima Arte: Grupo de Educação, Cinema & Audiovisual
12. Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação do Campo e Sustentabilidade – EDUCAMPO
13. Territórios, Educação Integral e Cidadania – TEIA
14. Grupo de Estudos e Pesquisas em Currículo e Culturas – GECC
15. Grupo de Pesquisa sobre Produção e Condição Docente – PRODOC
16. Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação Infantil-NEPEI
17. Laboratório de Psicologia da Educação – LAPED
18. Observatório da Juventude da UFMG
19. Grupo de Educação Indígena – GEDUC
20. Ações Afirmativas na UFMG
21. Grupo Interdisciplinar de Estudos Sobre Educação Inclusiva e Necessidades Educacionais Especiais – GEINE
22. Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa em Psicanálise e Educação – NIPSE
23. Grupo de Estudos sobre Gênero, Sexualidade e Sexo em Educação – GSS
24. Grupo de Estudos sobre Numeramento – GEN
25. Espaços e Linguagens Matemáticas
26. Grupo de Pesquisa do Letramento Literário – GPELL
27. Grupo de Pesquisa Política e Administração de Sistemas de Ensino – GRUPASE
28. Grupo de Estudos e Pesquisas em Psicologia Histórico-Cultural na Sala de Aula – GEPSA
29. Laboratório de Psicologia Helena Antipoff
30. Observatório das Políticas para Educação

Finalmente, há na faculdade 2 auditórios com capacidade de 300 e 132 lugares, à disposição das atividades do PPGE, especialmente as que reúnem num mesmo ambiente grande parte dos alunos, como os Seminários quinzenais “Quarta na Pós”, os Seminários mensais do Projeto “Pensar a Educaçao, pensar o Brasil”, além de uma quantidade e uma diversidade enormes de eventos promovidos pelo Programa, organizados por seus docentes e discentes, ou com sua participação.

Em função da ampliação da Faculdade de Educação da UFMG, em decorrência de sua adesão ao REUNI, prevê-se para 2015 a finalização da construção do novo prédio que irá alocar os centros de pesquisa e a pós-graduação, o que permitirá a ampliação do espaço existente em um prédio moderno, construído de acordo com nossas demandas.

Recursos de Informática

Todos os alunos da pós-graduação da UFMG têm um amplo acesso a diversos recursos e facilidades disponíveis na universidade. Dentre eles, podemos citar: o acesso aos laboratórios de alta performance computacional (LCC e CENAPAD); o acesso ao portal de periódicos a partir da rede interna (mas também a partir de casa). Está consolidado atualmente o uso dos diários acadêmicos eletrônicos e da plataforma Moodle como ferramenta auxiliar nas disciplinas.
Desde 2008, uma rede sem fio de acesso à internet foi disponibilizada em toda área da Faculdade de Educação.

O Programa possui um sítio eletrônico, por meio do qual se realizam não apenas uma divulgação mais ágil de informações, mas também o desenvolvimento, a gestão e o acompanhamento de alguns processos.
Todo o processo seletivo do PPGE para mestrado, doutorado e doutorado latino-americano, bem como as matrículas em disciplinas isoladas foi inteiramente informatizado. Isso dinamizou ainda mais o processo, já que a matrícula dos alunos regulares já havia sido informatizada para toda a UFMG. Além disso, desde 2012, o processo seletivo para bolsas e o acompanhamento de sua implantação também está informatizado no PPGE, bem como todos os processos desempenhados pela secretaria, como os protocolos de entrega e recebimento de documentos em geral.
Também o processo de marcação de bancas de defesa e de qualificação e a geração dos documentos a elas relativos estão informatizados.
O programa está, no momento, avaliando a operacionalidade de um sistema de acompanhamento dos alunos, desenvolvido para registro das especificidades das trajetórias dos alunos de pós-graduação, de modo especial num programa com a dimensão e a diversidade de atendimentos do nosso.

Biblioteca

Na UFMG, cada Unidade Acadêmica tem a sua própria biblioteca, o que permite maior especialização do acervo, serviços e produtos, considerando as particularidades das demandas locais e as especificidades das diversas áreas do conhecimento. A Biblioteca da Faculdade de Educação funciona de segunda a sexta-feira das 7:00 às 22:00 e aos sábados das 9:00 às 13:00, disponibilizando um acervo de aproximadamente 85 mil volumes.

Com um quadro técnico composto por oito bibliotecários, três assistentes administrativos e três profissionais de apoio e ocupando uma área de 1.750 m2, a Biblioteca dispõe de 166 assentos para usuários, sala de pesquisa, cabines de estudos e de rede wireless, bem como realiza, em média, sessenta mil empréstimos por ano.

No que se refere ao seu desenvolvimento, o acervo cresce aproximadamente quatro mil volumes por ano, representando um investimento anual na ordem de R$ 60 mil, especialmente na aquisição de livros.
Em relação aos investimentos indiretos, destacam-se o intercâmbio com outras instituições, aproximadamente duzentas e sessenta instituições nacionais, latinoamericanas e européias, o que garante o recebimento regular de 148 títulos de periódicos nacionais e de 135 estrangeiros.
As coleções especiais da Biblioteca são compostas de acervos bibliográficos e documentais de grande relevância para a preservação da memória e para a pesquisa em educação, destacando os acervos particulares das professoras Lúcia Casasanta, Alaíde Lisboa de Oliveira e Helena Antipoff, bem como as coleções de manuais escolares, teses e dissertações em alfabetização, e os títulos analisados nas avaliações de diversas edições do PNLD e e do PNBE, coordenadas pela Faculdade de Educação da UFMG, entre outros.

O acervo da Biblioteca da FaE-UFMG está catalogado na Base UFMG e a Biblioteca também indexa periódicos em Educação, tendo atualmente cinquenta e cinco mil artigos indexados publicados nos mais importantes periódicos nacionais e latino-americanos.

A sua presença em redes é destacada como Biblioteca Base do COMUT / IBICT, tem suas coleções de periódicos descritas no CCN – Catálogo Coletivo Nacional, e é Centro Difusor da Reduc – Rede Latino Americana e do Caribe de Informação e Documentação em Educação. Ela está descrita no diretório da OEI – Organização dos Estados Ibero – Americanos e mantém intercâmbio com mais de duzentas instituições no Brasil e no exterior.

A Biblioteca possui também uma sala de leitura e uma bebeteca, e promove eventos regulares como a “Tertúlia Literária”, dirigida a professores da Educação Básica, mas com significativa participação de professores e estudantes da pós e as “Conversas com o autor” , que oportunizam o debate diretamente com aqueles que produzem textos de referência para muitos dos trabalhos dos estudantes.

A Biblioteca da FaE-UFMG organiza ainda oficinas de consulta a bases de pesquisa e a portais de referência para os estudantes ingressantes no PPGE, orienta o trabalho de pesquisa nos centros de documentação sob sua responsabilidade e emite as fichas catalográficas dos trabalhos aqui produzidos.

Educação em Revista
O periódico Educação em Revista está vinculado ao nosso programa. A comissão editorial é composta por um editor chefe e 6 editores adjuntos, professores do Programa. O periódico possui sala própria com 2 computadores e impressora, além de espaço para reuniões da equipe editorial, além de uma funcionária que dá suporte aos processos envolvidos na editoria. O periódico foi avaliado no Qualis CAPES como A1.

Outros Serviços
Todos os alunos da UFMG têm acesso a um conjunto de restaurantes universitários e a um amplo complexo esportivo. Todos podem se inscrever no plano de saúde da universidade (www.casu.com.br) e se candidatar à moradia universitária. No caso da moradia, esta vem facilitando a permanência de professores visitantes e de alunos estrangeiros do Programa, especialmente os estudantes vinculados ao Doutorado Latino-Americano e ao DINTER de Angola.