Apresentação

A Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais será a sede do “X Colóquio sobre Questões Curriculares / VI Colóquio Luso Brasileiro de Currículo”, a ser realizado nos dias 4,5 e 6 de setembro de 2012 no campus da Pampulha, na cidade de Belo Horizonte. Este é um evento que congrega acadêmicos, estudantes de pós-graduação e profissionais da área da educação que pesquisam e discutem problemas e alternativas referentes ao campo do currículo. Sendo um espaço privilegiado para a socialização dos resultados de pesquisas e de estudos, ao completar 10 anos, o Colóquio mostra ser também um importante elemento dinamizador do intercâmbio entre pesquisadores/as do Brasil e de Portugal. Constitui-se, portanto, em uma oportunidade privilegiada para trocas de experiências, articulação de grupos, discussão e questionamento de idéias, possibilitando, assim, novas reflexões e propostas para a área. Oferece também espaço para os/as jovens pesquisadores se familiarizarem com os debates travados em torno das temáticas de seu interesse, identificando e percorrendo percursos que irão lhes possibilitar o aprofundamento de novas abordagens teóricas e metodológicas. Para os/as docentes da Escola Básica se coloca como uma oportunidade para refletir sobre políticas e práticas curriculares, questões que, a cada dia, exigem decisões bem articuladas a princípios políticos/filosóficos, coerentes com a realidade em que trabalham.

Na atualidade, o campo do currículo é desafiado por problemas de diversas ordens, que vão desde a definição dos seus objetos de estudos, aos impasses criados pelas teorias críticas e pós-críticas, passando pelo discutível e conflituoso papel dos organismos internacionais. Currículo para os diversos níveis e etapas de ensino; currículo e diferença; currículo e tecnologias, currículo e avaliação constituem alguns dos temas que serão debatidos. Em síntese, os desafios contemporâneos do currículo são a temática em pauta. Temática que se volta para o contemporâneo como tempo marcado pela diversidade de experiências, por profundos paradoxos e ambigüidades sobre os quais somos convocados/as a nos posicionar.

Escolhemos, para ilustrar este site e os demais materiais deste evento, um quadro do pintor brasileiro, Alberto da Veiga Guignard, que viveu em Belo Horizonte cerca de 20 anos, de 1943 até sua morte em 1962. O quadro intitula-se “Festa Junina” e retrata uma cidade que, sendo brasileira, é profundamente portuguesa. Revela, portanto, afinidades histórico-culturais que unem brasileiros/as e portugueses/as. É com base nessa tradição comum, que passa pela língua e vai além dela, percorrendo caminhos já mapeados e trajetos insuspeitados, que pretendemos fortalecer essa comunidade que, ao ser brasileira, é também lusitana e, ao ser portuguesa, se vê atravessada pelo Brasil e pelos/as brasileiros/as. Nesse cruzamento de fronteiras, convidamos a todos/as a pensar o campo do currículo.


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Educação
Av. Antônio Carlos, 6627, sala 1557 - Pampulha
31.270-901 | Belo Horizonte - MG | Brasil
Tel: 55 31 3409-6366