FAE925 - Processos e Discursos Educacionais III: O conceito de deficência nas políticas públicas educacionais brasileiras

Semestre / Ano

2º / 2017

Data de Início

10/08/2017

Tipo

Optativa - PDE

Turma

J

Sala

4106

Nº Total de Vagas

35

Docentes Responsáveis

Adriana Araújo Pereira Borges - adriana.borges@terra.com.br

Carga Horária

60 horas

Horário

Quinta - Tarde

Vagas para eletivas

Sim

Vagas para isoladas

Sim

Ementa

A concepção de deficiência nos séculos 19 e início do século 20: os anormais. As classes especiais e as escolas especiais. A institucionalização da educação especial como política educacional brasileira. Educação inclusiva: documentos internacionais e nacionais. O público alvo da educação especial na atualidade: conceitos, políticas e práticas. A Lei Brasileira de Inclusão.

Programa

UNIDADE 1 – Concepção de deficiência nos séculos 19 e 20

1. O aparecimento da educação especial 

2. Práticas médicas x práticas educativas

3. Os anormais

UNIDADE 2: ESCOLAS ESPECIAIS (1950 -1990) 

1. O público alvo das escolas especiais 

2. As primeiras escolas especiais – Pestalozzi e Apaes, suas práticas e seu modelo educacional

3 . A consolidação das políticas públicas de educação especial.

 UNIDADE 3: EDUCAÇÃO INCLUSIVA (1990 - ...) 

1. Os documentos internacionais sobre educação inclusiva 

2. A mudança de paradigma no cenário educacional brasileiro

3. A relação entre as políticas e as práticas em educação especial


Bibliografia

Bibliografia básica

BAPTISTA, C. R. Escolarização e deficiência: configurações nas políticas de inclusão escolar.

São Carlos: Marquezine & Manzini: ABPEE, 2015.

BORGES, A.A.P. De anormais a excepcionais. História de um conceito e de práticas inovadoras em educação especial. Curitiba: Editora CRV, 2015. 

DOCUMENTOS:

Guia Brasileiro de Inclusão 

Disponível em http://maragabrilli.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Guia-sobre-a-LBI.pdf

BRASIL (2016) A consolidação da inclusão escolar no Brasil: 2003-2016 

Legislação Brasileira sobre a Educação Especial.

Declaração de Salamanca  

Convenção sobre os Direitos das pessoas com deficiência 

ARTIGOS E TESES 

- BAPTISTA, C.R. , SILVA JÚNIOR, E.M. Escolas especiais Trajetórias, sentidos e perspectivas na vida de alunos com deficiência. In MENDES, E. G, ALMEIDA, M.A. Educação especial inclusiva legados históricos e perspectivas futuras. ABPEE Marília, p. 111-125

CAMPOS, M. I. A educação especial na rede pública de Belo Horizonte: redescobrindo Helena Antipoff. Dissertação de mestrado, UNICAMP, 1997. 

GLAT, R. BLANCO, L.M.V, REDIG, A. O papel das instituições filantrópicas especializadas na educação especial brasileira novas demandas e desafios In MENDES, E. G, ALMEIDA, M.A. Educação especial inclusiva legados históricos e perspectivas futuras. ABPEE Marília, p. 99-109 

GÓES, R. S. O DIREITO À EDUCAÇÃO: um estudo sobre as políticas de educação especial no Brasil (1974/2008). Dissertação de Mestrado, PUC/SP, 2009. 

KUHNEN, R.T. A concepção de deficiência na política de educação especial brasileira (1973-2014). Tese de doutorado, UFSC, 2016. 

KASSAR, M.C.M. Percursos da constituição de uma política brasileira de educação especial inclusiva. Revista Brasileira de Educação Especial, vol.17, 2011, p.41-58 

KASSAR, Mônica de Carvalho Magalhães. Educação especial na perspectiva da educação inclusiva: desafios da implantação de uma política nacional. Educ. rev., Curitiba , n. 41, p. 61-79. 

KASSAR, M.CM. Participação dos alunos com deficiências na história da educação brasileira. In Ponto de vista, Jan - dez de 2000, p. 4-8. 

LAPLANE, A.L.F.; CAIADO, K. R.M.C.; KASSAR, M.C.M. As relações público-privado na educação especial: tendências atuais no Brasil. Revista Teias, vol.17, n. 46, 2016, p. 40-54. 

LOPES, S. A. Balanço da educação para todos no Brasil. Laplage em revista, vol.2, n. 2, 2016, p.129-142. 

OMOTE, S. Comentários à margem do texto de Torezan e Caiado. Revista Brasileira de Educação Especial, vol.6, n.1, 2000, p.43-64 

PEIXOTO, A. C. A educação especial na perspectiva dos alunos, Minas Gerais. (BROCHURA, s/d). 

TOREZAN A.M. CAIADO K. R.M. Classes especiais: manter, ampliar ou extinguir. Ideias para um debate. Revista Brasileira de Educação Especial, vol. 3, 1995 p.33-37 

VIDAL, D. G. Escola Nova e Processo educativo. In 500 anos de educação no Brasil. Editora Autêntica Belo Horizonte, 2010, 4ª edição, p. 497-517 

REVISTAS: 

Revista Brasileira de Educação Especial – on line

Revista Educação e Fronteiras – Dossiê Educação Especial e Inclusão Escolar